Acervo Digital - Unirb

Perfil do profissional de educação física e a formação continuada dentro do sus

Show simple item record

dc.contributor.author Silva Neto, Antonio Caetano da
dc.date.accessioned 2022-01-05T18:55:31Z
dc.date.available 2022-01-05T18:55:31Z
dc.date.issued 2019-12-20
dc.identifier.uri http://dspace.unirb.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/221
dc.description Monografia (Graduação) do Curso de Educação Física UNIRB Alagoas- Maceió pt_BR
dc.description.abstract Observado à deficiência na saúde a prioridade foi à implementação da Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS) que garantiu a instituição da promoção da saúde no Sistema Único de Saúde (SUS) em sua totalidade (Brasília: MS; 2006). Sendo a Portaria 2.608, de 28 de dezembro de 2005, apresentada pela PNPS que aprova recursos aos estados e federações para as práticas e objetivos que venham incentivar o desenvolvimento de exercícios físicos que possam minimizar o sedentarismo, na prevenção de doenças cardiovasculares e metabólicas, inspirando assim ao indivíduo o bem-estar físico e mental (SANTOS 2009). Com o decorrer dos anos foi observado um número crescente em doenças não transmissíveis, sendo diagnosticadas por hipocinesia (deficiência nas funções ou atividades motoras, dessa forma, a diminuição das práticas de atividades físicas faz com que ocorra um aumento significativo de doenças e lesões sedentárias, entretanto a prática de atividade física, está associada com uma melhoria da qualidade de vida e saúde (BRASIL,2009). Nas últimas décadas, tem ficado evidente a importância da manutenção de um estilo de vida ativo para a saúde da população no seu contexto geral, mesmo com aumento de iniciativas, programas e campanhas em prol do bem estar e da importância da prática de atividade física como fator de promoção da saúde (MENDONÇA, 2009). Foi a partir deste contexto, que participação do profissional de Educação Física nas Unidades Básicas de Saúde do SUS foi regulamentada no ano de 2005, pois a atividade física e as práticas corporais foram consideradas prioridades pelo Ministério da Saúde em busca de induzir a redução do fator de risco do sedentarismo (MALTA et al., 2009). Diante disto, a promoção da saúde pode ser compreendida como o processo de habilitar os sujeitos e a comunidade na melhoria da sua qualidade de vida, incluindo um maior número de sujeitos na participação do controle deste processo, sendo considerado um dos principais elementos da atenção básica à saúde, no qual o papel dos profissionais da saúde está atribuído em promover ações/intervenções com objetivo de promover mudanças nos hábitos, e gerando melhorias nas condições de vida da população no geral. Já em relação à formação continuada do PDF, o ministério da saúde e educação vem ampliando metas na graduação e pós-graduação em Educação Física prevendo ser primordial a qualificação do profissional no Sistema Único de Saúde (SUS). Essas medidas mostram-os um novo mundo de idéias inovadoras, que podem modificar a realidade social, apresentando formas da capacidade humana. Diretrizes prevêem formação de profissionais capazes de avaliar a realidade social (Brasil, 2004). É existente as dificuldades ainda encontradas pela mínima formação de profissionais, os mesmos terão que buscarem novos conhecimentos para desenvolverem atividades com resultados satisfatórios. (COSTA et al., 2012; VALÉRIO, 2018). O presente trabalho se faz necessário para verificar como está a formação continuada do profissional de educação física no Sistema Único de Saúde, tendo em vista que esse profissional está sendo cada vez mais recrutado na atenção básica e a sua importância no processo saúde-doença e na promoção da saúde. pt_BR
dc.subject Formação continuada pt_BR
dc.subject SUS pt_BR
dc.subject Profissional de educação física pt_BR
dc.title Perfil do profissional de educação física e a formação continuada dentro do sus pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account